domingo, 15 de janeiro de 2017

Contra a reforma política, contra a politicalha.

O antagonista.
O advogado Lourival J. Santos, que nos representa, enviou um artigo sobre reforma política. Vale a pena ler as suas considerações:
"Fui acadêmico de direito na década de 70 quando vigia no País o AI5, um dos mais autoritários e cerceadores atos institucionais de que se tem notícia na história política recente. O Brasil foi fechado por ele, no sentido político e cultural.
Angustia o fato de agora, quando finalmente vivemos sob um regime democrático, sermos mantidos em profundo ceticismo pelo fato de a corrupção ter se transformado no denominador comum da vida brasileira. Por esta razão, penso ser impróprio falar em reforma política, uma vez que a ciência de governar e representar foi tão contaminada por abusos e desregramentos.
Rui Barbosa, servindo-se da filosofia de Aristóteles, dizia que toda a política deve se inspirar na moral e tê-la por norte, bússola e rota. Ao refletir sobre a impudência da política nacional, também em voga no seu tempo, Rui alertou para que jamais deveria haver confusão entre a verdadeira política e a politicalha, pois: Enquanto a política é a arte de gerir o Estado, segundo princípios definidos, regras morais e tradições respeitáveis, a politicalha é a indústria de o explorar a benefício de interesses pessoais.
Os tempos mudaram, mas não a velha impudicidade política, que cresceu, se multiplicou e gerou frutos, motivo pelo qual permanecemos com a questão: o Brasil no momento está a necessitar de uma reforma política, com eventual alteração de regime ou coisa que o valha ou precisa de que se empreguem sérias, rigorosas e efetivas providências contra a politicalha e seus prosélitos?"
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?