**

domingo, 8 de janeiro de 2017

Risco STF

Marcos Lisboa, na Folha de S. Paulo, elencou as medidas que o governo conseguiu aprovar em 2016.
E mostrou quais são os maiores riscos para 2017: o Congresso Nacional e, sobretudo, o STF.
“A PEC que limita o crescimento do gasto público teve apoio inesperado no Congresso. A reforma da Previdência surpreendeu pela extensão da revisão das regras para a concessão de benefícios. Foram aprovadas a lei sobre a governança das estatais e a nova regulação do setor de óleo e gás.
O pacote microeconômico, porém, decepcionou no conteúdo e na forma, revelando pouca competência na formulação e açodo no anúncio, com maior pendor para a manchete da política do que para a melhora da economia…
O maior retrocesso ocorreu na renegociação das dívidas estaduais, provocada pelo STF.
O problema dos Estados não decorre das dívidas, mas sim dos gastos com a folha de pagamento e a previdência dos servidores. Por essa razão, o projeto do governo previa medidas para controlar as despesas estaduais. Porém elas foram suprimidas pela Câmara”.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?