quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

"Saio quando derramar a última gota de sangue", diz preso de Alcaçuz.


noticiasaominuto
Em uma ligação telefônica, o detento, que se dizia inconformado com o descaso da administração estadual, afirmou que a situação em Alcaçuz está crítica
Um preso da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na Grande Natal, onde morreram 26 detentos na última rebelião, ameaçou matar rivais do Primeiro Comando da Capital (PCC), que estão instalados na cadeia, caso o Governo do Rio Grande do Norte não transfira os integrantes da organização para outros presídios.
Em uma ligação telefônica, o homem, que se dizia inconformado com o descaso da administração estadual, afirmou que a situação em Alcaçuz está crítica. Segundo ele, não há assistência médica dentro do presídio por incapacidade do poder público. "O governo vai deixar nós se matar. Não está fazendo nada. Tamo doente, tá faltando tudo". (SIC). Questionado pela reportagem do jornal O Globo sobre a participação do PCC na penitenciária, o preso declarou ser contra o movimento no presídio. "Nós não quer o PCC aqui não. Nós quer que tire eles. E eles tinham até hoje (ontem) pra tirar eles e, como não tirou, nós vamos matar tudinho". (SIC). O detento também revelou que presos sem facção também foram mortos em presídio do Rio Grande do Norte. "Os irmão da igreja foram tudo morto. Agora nós só sai quando derramar a última gota de sangue". (SIC).
Ponto de Vista: O recado tá dado. E aí Alexandre? E aí Temer? E aí Carminha (Cármen Lúcia)? Como as forças armadas, chegarão nesses caras? Pode ter embate.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?