domingo, 29 de janeiro de 2017

"​Soltar geral não é solução" Só pra juiz medroso.

O antagonista.
"Se você tem, numa situação concreta um crime, um crime grave, um homicídio, um estupro, uma violência contra a pessoa, o juiz não pode simplesmente ignorar essa realidade e dizer 'não, eu vou deixar o autor do crime mais tempo nas ruas', não pode", diz Jayme Martins de Oliveira, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros.
Martins de Oliveira é contra o discurso de que o Judiciário "condena demais" e critica a proposta do mutirão carcerário. "O que significa viver de mutirão em mutirão? A estrutura não está dando conta do volume de processos. Então nós temos de discutir essa estrutura."
Ponto de Vista: É impressionante como uma situação pode variar de juiz para juiz. Há juízes que beneficiam o povo através do cumprimento da lei porém, há meia dúzia, que não estão nem aí para o que a sociedade sente ou deixa de sentir. É o caso desses que querem "liberar geral" e dane-se a vítima e sua família. Parabéns senhor Jayme Martins pelo seu ponto de vista muito verdadeiro e a favor da sociedade.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?