terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Sarney livre de Moro.

O Globo detalha o placar da sessão do STF que tirou da competência de Sérgio Moro um processo contra o ex-presidente José Sarney.
O ministro Edson Fachin, novo relator da Lava Jato, foi o único que votou pelo compartilhamento da delação de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. Nos depoimentos, Machado disse que Sarney recebeu propina de contratos da Transpetro durante nove anos, no valor total de R$ 18,5 milhões.
Fachin seguiu, portanto, a decisão de Teori Zavascki, de setembro do ano passado. Na ocasião, Zavascki autorizou o compartilhamento da delação com Moro. O juiz inseriu as informações em um inquérito que já estava aberto na 13ª Vara Federal de Curitiba. Agora, esses dados terão de ser retirados da investigação.
Na sessão de hoje, discordaram de Fachin os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Para os quatro, as citações a Sarney na delação de Machado estão diretamente relacionadas a autoridades com foro privilegiado no Supremo e devem continuar sob análise no STF.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?