quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Solidariedade estuda pedir a expulsão de deputada Sandra Faraj.


Com o precioso apoio do secretário de Justiça e Cidadania do DF, Marcelo Lima, o  apóstolo Fadi Faraj,  irmão da deputada distrital  Sandra Fadraj,  concorreu em agosto de 2016  às eleições para a presidência local do partido Solidariedade.
O pleito não foi considerado válido pela Justiça e o deputado federal Augusto Carvalho (SD) se manteve no comando da sigla. A pretensão de Fadi de assumir o comando do partido no DF não deu certo.
E agora, diante das várias denúncias de quebra de decoro parlamentar que rondam a deputada Sandra Faraj, integrantes da executiva do  Solidariedade já pensam preparar o pedido de expulsão da parlamentar do partido.
Nos bastidores do partido, o presidente  têm afirmado que a situação da deputada é ‘extremamente grave’ e que o partido não pode manter em seus quadros alguém que está sendo acusada de tantos atos ilícitos no exercício do mandato.
Sandra queria ser candidata a deputada federal nas próximas eleições, e seu irmão Fadi Faraj sonhava ser senador. Agora, após as denúncias,  o sonho parece ter virado pesadelo.
Ponto de Vista: Esses irmãos, de bestas não têm nada. Mais um reflexo de voto mal dado.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?