quarta-feira, 15 de março de 2017

Ato contra reforma da Previdência fecha agências bancárias na Avenida Paulista.

Daniel Mello.
Grande parte das agências bancárias da Avenida Paulista, na região central da capital, amanheceram fechadas hoje (15). As que abriram as portas tiveram faixas colocadas com mensagens relativas ao Dia Nacional de Paralisação contra a Reforma da Previdência. Apesar de a mobilização ter atingido uma área simbólica da cidade, com alta concentração de agências, em outros bairros o atendimento ocorre normalmente.
De acordo com a presidente do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, Juvandia Moreira, além das agências, a paralisação atingiu alguns centros administrativos de bancos públicos e privados. O movimento também protesta contra a proposta de regulamentação da terceirização, que tramita no Congresso Nacional.
“Os bancários estão muito insatisfeitos, preocupados e vão cobrar os deputados por essa reforma”, disse Juvandia. Para a sindicalista, o governo deveria buscar outras formas de equalizar os problemas de financiamento das aposentadorias, como a cobrança das empresas que estão em débito com o sistema de seguridade social. “Tem que cobrar os devedores. O governo tem que ser severo na cobrança.”
A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) afirmou, em nota, que o movimento não teve impactos significativos. “O sistema bancário funciona normalmente. Caso o cliente encontre alguma agência com acesso bloqueado, pode se dirigir a outra agência ou buscar os canais eletrônicos de atendimento”, diz o comunicado.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?