quinta-feira, 9 de março de 2017

Justiça do Trabalho responde a Maia: ‘deputado investigado não deveria existir na presidência da Câmara’

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu a reforma trabalhista nesta quarta-feira. Ele ainda a classificou como”tímida” e sugeriu que a Justiça do Trabalho “não deveria nem existir”.

Em resposta, a Justiça do Trabalho afirmou que deputado investigado por corrupção no cargo de presidente da Câmara não deveria nem existir. “Um deputado é um empregado dos eleitores, nessa situação deveria ser demitido. Não deveria existir uma coisa dessas”, dizia a nota da instituição.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?