sábado, 29 de abril de 2017

Sérgio Cabral copia argumento que inocentou Collor.

Folha
Para explicar a Sérgio Moro de onde vinha o dinheiro que bancava os luxos de sua mulher, Sérgio Cabral recorreu a um argumento determinante para inocentar Fernando Collor no STF: sobras de caixa dois de campanhas eleitorais.
Foi com essa tese que Collor foi absolvido pelo Supremo, em 1994, da acusação de corrupção. Na época, não havia punição prevista para crimes de caixa dois.
Hoje, a prática rende até cinco anos de cadeia. De todo modo, é bem menos que os 12 anos determinados para casos de corrupção.
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?