domingo, 28 de maio de 2017

A "lealdade inequívoca" de Torquato Jardim.

"Minha lealdade ao presidente é inequívoca".
Foi o que disse Torquato Jardim no meio de uma entrevista à IstoÉ na sexta-feira, dois dias antes de ser anunciado como novo ministro da Justiça.
De fato, Jardim defendeu Temer da primeira à última resposta.
Sobre a conversa do presidente com Joesley Batista, alegou até "descontração":
"O presidente é um parlamentar há 24 anos e tem uma conduta de informalidade que é própria de quem é do Congresso. Ele tem uma descontração ao encontrar as pessoas, doadores de campanha, empresários..." Por estas perguntas, você direciona a lealdade.
"IstoÉ – Mas e a explicação que o presidente deu foi que o encontro com Joesley era para falar da Operação Carne Fraca, que ocorreu 10 dias depois...
Jardim – Aquilo foi um lapso de tempo.
IstoÉ – Ele não caiu em contradição?
Jardim – Acho que não. É tensão do momento, a pressão. Foi um lapso emocional.
(...)
IstoÉ – Como o senhor resume os próximos dias?
Muito vento. Vai precisar de um bom timoneiro e de um navio muito forte, mas nada que não possa chegar do outro lado. Os portugueses chegaram ao Brasil em três casquinhas de nozes."
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?