**

terça-feira, 2 de maio de 2017

As duas faces da polícia numa manifestação.

Resultado de imagem para imagem do manifestante atingido pelo capitão em goiasResultado de imagem para policiais feridos em manifestaçõesResultado de imagem para policiais feridos em manifestaçõesResultado de imagem para policiais feridos em manifestaçõesResultado de imagem para policiais feridos em manifestações
Adriana Mackalister
Falar mal da polícia já virou uma tradição nesse país vagabundo onde o bandido tem razão; onde  uma audiência de custódia vale mais que a simples fé pública de um representante do Estado em serviço. Trabalhar em manifestação é sem dúvida um dos piores serviços que o policial trabalha. Vide fotos. Ás vezes o policial pensa muito antes de ferir alguém; ás vezes é pego por traição e o covarde do manifestante se tiver outra chance, assim o fará. Fico pensando onde estavam esses analfabetos funcionais quando Dilma explodia todos os cofres das Estatais pra comprar voto de pobre....e aí? onde estavam? Gostavam da Dilma e do Lula? Esses mesmos manifestantes devem tá fazendo uma festa pela soltura do bandido Zé Dirceu. Por fim, observem na primeira imagem um detalhe. Vários policiais passaram por um rapaz de boné vermelho que estava numa posição em que parece está tirando fotos. Se fosse para tomar uma atitude excessiva, o policial tomaria para com todos ou seja, buscaria manter a ordem usando a força em todos; nesse grupo (o do estudante), nota-se que eles estavam em alguma prática (quebrando algo ou instalações ou até mesmo confrontando a própria polícia nas ruas dessa cidade em Goiás). Onde quero chegar? Bom...para um bom entendedor um pingo é letra. Quando se lança o gás é entendido que é necessário dispersar para que não haja confrontos; se as pessoas forem fazer uma manifestação pacífica, é natural que o fato ocorra e as mesmas de acordo com a autoridade e com a polícia, retiram-se após o ato. Só que, esse povo gosta de pagar pra ver; gosta de confrontar a polícia e ás vezes (fotos) a polícia se dá mal em busca de manter ordem pública e os manifestantes, saem correndo e sorrindo. Ninguém sabe o que aconteceu com esse capitão. A imprensa como sempre manipula os fatos ou concorre para que a sociedade odeie a polícia; as pessoas sabem o que aconteceu com o "jovem", com o "estudante" etc...porque as imagens mostram. Policial tem o direito de bater em alguém? Policial tem o direito de matar alguém? Pois bem...o policial tem o direito e o dever de manter e preservar a ordem pública e até mesmo a sua vida, já que o Estado não o faz. Quanto ao "estudante", se estivesse em casa isso não teria ocorrido. Se fosse um bandido que tivesse batido nele, talvez a imprensa e a família não falariam nada sabe por que? Porque o cara é bandido. Por fim, o que o grupo que estava com ele fez em relação a polícia a ponto de correrem? alguma coisa eles fizeram. Quando se obedece ordens, não é necessário bater em ninguém. Vocês conhecem PAU, PEDRA, FERRO, BOLINHA DE GUDE, PREGOS, ESTILINGUES, SARRAFOS? pois bem, tudo isso tem numa manifestação e quando é o policial que sai ferido, a globo não vai lá fazer matéria e nem os direitos humanos (ou dos manos); bando de frouxos. Que o policial mostre a sua cara para o Estado e diga que apenas estava o defendendo. Que os amigos do "estudante" possam visitá-lo. Se o policial estiver errado (excessos), que pague mas...e os manifestantes que desistiram imediatamente quando viram o seu colega ser atingido como forma de defesa do policial? Todos estavam na mesma direção de tentar algo contra o policial( 2ª e 3ª fotos), e aí? Ninguém da imprensa falou nada. Bater em policial pode? Matar policial pode? Tenha dó. Vocês podem ter certeza de uma coisa, o policial de Goiás não fez isso porque quis (dolo); além de representar o Estado, algo ocorreu; com certeza. O policial não é louco de sair batendo nas pessoas por aí. enfim...
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?