sexta-feira, 30 de junho de 2017

Após gravação de Temer, Renan disse que Cunha mandava no governo.

O presidente do Senado Federal, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante a sessão para votação da PEC do Teto de Gastos - 13/12/2016 
Pedro Carvalho
Renan Calheiros parece ter previsto o teor da conversa que Michel Temer teve com Joesley Batista, na oportunidade em que o presidente, como concluiu a Polícia Federal, foi gravado “incentivando” a compra do silêncio de Eduardo Cunha.
O encontro aconteceu no dia 7 de março. No dia seguinte, Renan, em almoço com Moreira Franco, insinuou que Temer estaria sendo chantageado pelo ex-deputado.
 Renan demonstrou irritação com as nomeações do deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR) para o Ministério da Justiça, de André Moura (PSC-SE) como líder do governo no Congresso, e de Aguinaldo Ribeiro Ribeiro (PP-PB) para a liderança do governo na Câmara. Todos eram aliados de Cunha. 
O senador reclamou essa tomada de espaço de Eduardo Cunha no governo mesmo de dentro da prisão, antecipando o teor da conversa do presidente com o empresário “A política se compreende pelos sinais”, disse Renan. 
Blog Sim Nós Podemos!!!!👉👈?